revista o Viés

Arquivo para August, 2010

O CAMINHO PARA GEORGE ORWELL

você já viu a notícia dos mineiros que ficaram presos em uma mina no chile, e que, provavelmente, só voltarão para a casa no natal? as autoridades responsáveis já estão providenciado algum tipo de conforto, mesmo que mínimo, aos trabalhadores – com o intuito de frear possíveis (e bem prováveis) consequências traumo-psicológicas. os mineiros recebem […]

Leia mais

O BULE DE LUISA

O rádio-relógio começou a retumbar as canções gaúchas a que acordam os moradores da Vila Doce todas as manhãs. Luisa também despertou. Enquanto o rádio cantava, o relógio piscava a mostrar que eram nove da manhã. O hábito fora mais forte: “já?!” Qu’ela acordasse às seis, às nove ou ao meio-dia, não faria a menor […]

Leia mais

É A PARTE QUE TE CABE DESTE LATIFÚNDIO

Primeira Parte O que conhecemos como o descobrimento do Brasil, também poderia ser denominado como ‘invasão’ do Brasil. As naus que aqui chegaram, aqui não fincaram suas raízes antes de 1530. Passados trinta anos da invasão do Brasil, é que a metrópole reconheceu em sua colônia a capacidade produtiva. Surge em nosso país  o primeiro […]

Leia mais

CRÔNICA TUCUMANA

Sobre andar e observar Uma cidade densa. Ar seco e névoa. Em agosto costuma ser assim. Quase sem chuva, a poeira sobe pelo ar e depois vai se acomodando nas ruas. Os nativos se levantam cedo e lavam as calçadas.  Quando os mais atrasados acordam, pensam a água do chão como chuva – a querem […]

Leia mais

COMO É DIFÍCIL CRESCER

Buenos Aires 100 km não é um filme para quem prefere alguma ação a intimismo. O filme acompanha o pensamento de uma criança que vê a vontade de brincar já como segunda opção. O tempo passa para quase todo mundo daquela maneira. A bicicleta ainda é meio de transporte, mas agora pode levar à matinê, […]

Leia mais

THE LIFE AQUATIC STUDIO SESSIONS

Originalidade normalmente não falta para o diretor estadunidense Wes Anderson (de “Os Excêntricos Tenembaums” e da animação “O Fantástico Sr Raposo”). Logo, não é dificil imaginar que seja dele a ideia de usar como fio condutor da trilha sonora do filme “A Vida Marinha com Steve Zissou” o cantor brasileiro Seu Jorge cantando em português […]

Leia mais

QUEM BEBE DA BICA NÃO LARGA O TÁXI

Faziam 5° Celsius numa manhã de julho que terminava. O bairro Areias Brancas, em Rosário do Sul, é calmo e sem pressa, como quase todo resto da cidade. A pequena cidade está localizada no pampa gaúcho e mesmo estranho que pareça ser, ostenta uma praia, sim, uma praia, daquelas com barezinhos, árvores e areia (diga-se […]

Leia mais

RUBEM BRAGA E A MODERNA CRÔNICA BRASILEIRA

Da carta de Pero Vaz de Caminha às apócrifas via e-mail de Arnaldo Jabor, foi um grande percurso. Ela está há mais de um século e meio nos jornais e segue como campeã de aceitação popular. Não fala dos deuses gregos, mas das figuras da esquina. A crônica de todos os dias, inserida nos jornais […]

Leia mais

UM FILÓSOFO DOS LIVROS

Escondidas atrás de uma porta de vidro de correr estão prateleiras repletas de livros. Na Rua Bozano, a sete quadras do centro de Santa Maria, se encontra uma livraria um tanto diferente. Por lá não há só livros não tão badalados, prateleiras lotadas e leitores assíduos. Há também um leitor em especial, o dono e […]

Leia mais

O BRILHO ETERNO DE UM RAMBO SEM LEMBRANÇAS

Ao sair da sala de cinema depois de assistir a “A Origem” o espectador pode ver o copo meio cheio ou meio vazio. Se interessar ver dois filmes pagando o valor de apenas um ingresso, o otimista sairá satisfeito. Já para o pessimista, pode parecer que não viu nenhum dos dois filmes completamente. O longa […]

Leia mais

AS CAMISETAS DE ELLEN

Ellen Maciel pinta camisetas a mão. Os temas partem de cinema, música, budas e shivas. Além de um ótimo gosto, desenvolveu a técnica do “olhômetro”: com tinta passa para o tecido a figura observada adaptando assim as proporções, mas sem perder detalhes. Encontramos em seu álbum no Orkut camisetas de Madonnas, Stevie Rays, Beatles, Pink […]

Leia mais

SER FORA DO EIXO – PARTE II

Um agradável piquenique, com amigos comendo e bebendo, conversando e rindo acaba sendo interrompido por uma fumaça que começa a sair do meio das plantas, ao fundo. A partir dali a relação entre aqueles amigos parece mudar. Assim começa o vídeoarte Pik Nik, um dos que fazem parte do trabalho “Meus primeiros vídeos”, do artista […]

Leia mais