AS DUAS FACES DA INSEGURANÇA PÚBLICA

RETO: A violência está por todos os lados, e as duas faces da moeda se enxergam quando são vítimas do mesmo descaso. Pelo viés do colaborador Ivon Fernandes Nunes.

A+ A-

O que ficou de marcante para mim nessa manifestação é aquele problema típico: o rapaz que foi assassinado era mais conhecido, estudava na Universidade Franciscana (Unifra) e o problema chegou à mídia mais rápido. Porém, o problema da violência não é de hoje, existem vários fatores causadores disso tudo. A mobilização foi boa, mas me pergunto: “E quando o problema é com os mais pobres, a exemplo da caminhada com os indígenas no Dia da Visibilidade?

Fica aqui minha contribuição, como cidadão e militante!

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Fotos: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

 

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

Foto: Ivon Fernandes Nunes

O contraste da violência. Foto: Ivon Fernandes Nunes

Esta é a mãe de um estudante, que ao saber da manifestação, mobilizou os vizinhos e os levou à manifestação. A fotografia foi tirada em frente ao prédio onde Ângelo Razzolini Biazzio, o estudante assassinado, residia.

Um acontecimento interessante ocorreu nessa hora. Após essa senhora falar, uma outra senhora, de origem humilde, residente da periferia da cidade, chega e toma o megafone. Ao começar a falar sobre violência em Santa Maria, ela lembra aos presentes que seu filho foi assassinado por um advogado, na Rua Alberto Pasqualini, há mais de um ano, e o processo do caso está arquivado.

Houve então o momento de choque da manifestação, quando o problema da violência foi estampado, mostrando as diferentes realidades de casos análogos de violência, onde a única diferença entre as vítimas era seu padrão de vida.

AS DUAS FACES DA INSEGURANÇA PÚBLICA, pelo viés do colaborador Ivon Fernandes Nunes*.

*Ivon Nunes é estudante de Sistemas para Internet na Universidade Federal de Santa Maria. Também é militante do Barricadas SM e do Coletivo Opção Socialista (COS).

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone