COMO É DIFÍCIL CRESCER

Buenos Aires 100 km não é um filme para quem prefere alguma ação a intimismo. O filme acompanha o pensamento de uma criança que vê a vontade de brincar já como segunda opção. O tempo passa para quase todo mundo daquela maneira. A bicicleta ainda é meio de transporte, mas agora pode levar à matinê, […]

A+ A-

Buenos Aires 100 km não é um filme para quem prefere alguma ação a intimismo. O filme acompanha o pensamento de uma criança que vê a vontade de brincar já como segunda opção. O tempo passa para quase todo mundo daquela maneira. A bicicleta ainda é meio de transporte, mas agora pode levar à matinê, quem sabe? Ou a festa no pátio da casa do amigo da escola?

O filme argentino de 2004 alcança a nostalgia durante seus 90 minutos de trama. Em uma cidade pequena que fica a 100 km da capital argentina, o verão assola e deixa quase tudo com rosto de secura, de suor, de cidade abandonada. Cinco amigos pelas ruas de bicicleta. Jogar pedra em ônibus, conseguir briga com os “valentões mais velhos”, ter o primeiro amor da vida, escrever uma história com sangue e assassinos. Tudo isso embalado por um sentimento melancólico e lento, natural de uma cidade pequena contida por crises econômicas e personagens de ideais provincianos.

Buenos Aires 100 km tem seu ápice na demonstração das histórias de seus cinco principais personagens. Traição dos pais; trabalho infantil; despertar da sexualidade; descobrir que é adotado; ver o primeiro amor se mudar. Entrar na adolescência é difícil. É o descobrimento de que o mundo é maior que teu quarto, que seus pais e as famílias dos amigos têm problemas e mistérios que para qualquer criança de treze anos é um furacão mental.

Para espectadores que preferem escutar e ver histórias simples, cotidianas, Buenos Aires 100 km é uma ótima dica de dvd. Sentar, ligar a tv e parecer que viu uma tarde de sua própria jovem adolescência.

Filme: “Buenos Aires 100 km” Ano de estreia: o mesmo de “A Vida Marinha com Steve ZissouDireção: o mesmo de “Herencia”, Pablo José Meza.

COMO É DIFÍCIL CRESCER (Buenos Aires 100 km), pelo viés de Bibiano Girard

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=IfCt_I9aaa8&feature=related]

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone
  • http://flavors.me/cassioprates cassio

    esse filme é genial, mesmo!
    lembra rosário, né?
    total nostálgico, já vi umas 5 vezes e sempre choro!
    lembra aquela frase que diz, “a gente nunca entra duas vezes no mesmo rio, pq o rio já mudou e a gnt também”.
    abraço!