Ruído: é sempre amor, mesmo que mude [podcast]

É possível combinar amor e liberdade? Os relacionamentos não monogâmicos estão livres de opressão? Ouça o podcast do programa que discutiu as diversas formas que o amor assume, para além da tradicional monogamia

A+ A-
Arte: Jéssica Fagundes Knak

Arte: Jéssica Fagundes Knak

Amar é revolucionário. Em tempos de ódio e rancor, abrir-se de corpo e coração para outra pessoa é algo belo – mas ao mesmo tempo complicado. Em nossa sociedade ocidental, se percebe que o laço mais comum do relação é o namoro/casamento – monogâmico. Uma pessoa mais outra pessoa, e só. No máximo, filhos, cachorro, gato. Mas isso não funciona para todo mundo.

Amor livre, relacionamento aberto, poligamia. Diversos termos e muitos conceitos para falar de outras formas que o ser humano encontrou para de se relacionar com o outro. No Ruído desta quinta-feira, queremos discutir essas outras possibilidades de estabelecer vínculos – e as consequências de abrir-se ao novo. E o ciúme? Amor livre, relacionamento aberto e poligamia é tudo a mesma coisa? É possível oprimir parceiros mesmo em um relacionamento aberto? O amor livre é o mesmo para homens e para mulheres? Serve para todo mundo?

Com mais perguntas do que respostas, convidamos você a pensar o amor conosco.

Ouça abaixo o podcast do programa que foi ao ar na Rádio Armazém no dia 08 de outubro de 2015:

Toda quinta-feira, às 19h15min, tem Ruído na Rádio Armazém. Para ouvir a programação da rádio ao vivo, acesse: www.radioarmazem.net 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone