Tempestades, raios e alagamentos em Santa Maria: saiba como ajudar

Na tarde desta quinta, 08, cerca de 380 famílias estavam desalojadas na cidade por conta da chuva dos últimos dias, que já excede média mensal. Saiba como ajudar.

A+ A-

A chuva que cai desde ontem, 07, em Santa Maria já supera média histórica para outubro, mês entre os de maiores médias de chuva do ano, com 146mm de precipitação. Só entre ontem e hoje já foram mais de 220 milímetros de chuva na cidade, e a meteorologia indica que período chuvoso segue até segunda-feira, 12.

Em Santa Maria os bairros Chácara das Flores, Urlândia, Caturrita, Passo das Tropas, Patronato, Camobi, Campestre Menino Deus, Km3 e Jardim Berleze já regustraram problemas em decorrência da chuva. O Passo das Tropas e o Km3, bairros que historicamente sofrem com as chuvas, são os locais mais críticos. No Passo das Tropas a água chegou à cintura dos moradores. Na Estação dos Ventos, local que a revista o Viés acompanha a situação de negligência por parte da prefeitura desde 2009, a correnteza do Rio Vacacaí-Mirim levou três casas. No Bairro Campestre o CTG Poncho Branco desabou. Na Vila Lídia a correnteza derrubou um pontilhão, deixando 15 famílias ilhadas.

No Bairro Rosário, a Escola Darcy Vargas apresentou problemas na rede elétrica, e teve as aulas suspensas. O caso é parecido no Centro de educação Infantil Casa da Criança, no Bairro Passo D´Areia. No Colégio Cilon Rosa algumas salas de aula alagaram. O Restaurante Popular, também atingido pelos alagamentos, não atendeu no dia de hoje.

Cerca de 380 famílias ficaram ilhadas na cidade. A Prefeitura Municipal lançou nesta manhã uma campanha de arrecadação de donativos. As doações mais pedidas são colchões, agasalhos e alimentos. Saiba como ajudar ligando para o telefone (55) 3921.7148.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone