Rancière, política e democracia: ruptura como expressão da igualdade

Jacques Rancière nos ajuda a abandonar as generalizações rápidas e rasas de que política significa sujeira, corrupção e descaso. Política é a percepção da igualdade em face da exclusão social.

O Brasil de setembro/outubro

“Velhos ovos, gerados por velhas serpentes, estavam propensos a eclodir a todo instante e as redes sociais eram o destino óbvio dos ódios destiláveis”. Mais uma história do jornalista Brasil, pelo viés do colunista Calvin Furtado

Entrevista: Dra. Rosane Leal da Silva fala sobre ódio na internet

Dra Rosane Leal dá o ponto de vista jurídico a respeito da onda de manifestações de ódio que tomaram a internet durante as eleições 2014, pelo viés de Felipe Severo

VÍDEO: Traz o teu Viés pra festa!

Há 5 anos, a revista o Viés convive com Santa Maria. Construída coletivamente durante estes 5 anos, a revista nada mais é do que o encontro daqueles que querem falar além. Veja o vídeo com o pessoal que vai estar por lá nessa data especialíssima.

EVENTO: Confirma tua presença no evento de 5 anos do Viés

Vai ter muita coisa rolando na Concha Acústica nesse domingo, 16. E pra saber de tudo e não perder nada o melhor jeito é acompanhar as atualizações do evento no facebook. Até o dia 16 é por lá que vamos avisando tudo, se liga!

Na Estação dos Ventos, a situação é a mesma há anos

Abandonada pelo poder público desde que foi ocupada há mais de 13 anos, a comunidade da Estação dos Ventos, na periferia santa-mariense, recebe mais uma vez promessas de melhorias.

Proposta de reduzir a maioridade penal não será aprovada, dizem especialistas

Além de inconstitucional, a medida tem pouco apoio mesmo em um Congresso conservador. Pelo viés da colaboradora Carolina Fortes.

A exceção e a regra IV: a demonização do demos

Repetiu-se, como nos pleitos anteriores, a ideia de que “pobre não sabe votar”, além do ódio aos nordestinos. Trata-se de um discurso elitista e muito, muito velho, que tem na sua base nada menos do que o medo do demos.

Folhas do vento norte (V). Carta a V.

Em poucas semanas o sol será o sol do verão, o sol de dezembro e de janeiro, e então não haverá mais manhãs frescas e tardes amenas. Haverá pouca coisa em movimento e eu te escreverei sem esta calma de hoje. Um conto de Iuri Müller.

Introdução à crítica da razão chantagista

“Aí está o seu sórdido método: jogar com a fantasia alheia, fazer ao pombo crer que sempre poderá ter mais do que o farelo que ele lhe atira”.

O Reto

Pelo direito de ocupar a cidade

Em Pelotas, algumas atividades culturais aproveitam o clima arborizado das praças e a boa localização das ruas para tardes com comida, música, teatro, poesia e artesanato ao ar livre.

Leia mais

13ª Parada Livre da Região Centro

Em um período em que se debate Diversidade x Tradicionalismo, a 13ª Parada Livre da Região centro traz o tema “Sai do Armário, Tchê”, pelo viés de Caren Rhoden, Felipe Severo e Luciele Oliveira

Leia mais

A Estante

As ruas: poemas e reflexões pedestres, de Mauro Iasi

Crônicas, artigos, ensaios, prosa poética e poesia fazem parte da nova obra de Iasi, resenhada pelo colaborador Demetrio Cherobini.

Leia mais

Com águas me alinhavo

Texto inspirado do espetáculo “Com águas me alinhavo”, com poesias de Manoel de Barros, encenado na Escola Municipal de Ensino Fundamental Irmão Quintino, em Santa Maria.

Leia mais

Páginas com o sangue e os sonhos da periferia

O romance Capão Pecado revelou o talento de Ferréz, autor destacado na Literatura Periférica nacional. Seu intenso realismo traz histórias de luta e traição; de paixão e morte pela conquista da dignidade.

Leia mais

Mais do Viés

Eleições 2014: a vitória de Dilma e a crônica de uma quase tragédia eleitoral anunciada

O significado da vitória suada de Dilma Rousseff (PT) sobre Aécio Neves (PSDB) vai muito além da mera disputa entre duas lideranças políticas de campos distintos. Pelo viés do colunista Alexandre Haubrich.

A vida na beleza da margem

Sobre o momento atual, mas também sobre os percursos que marcaram uma trajetória de quase vinte anos de nomadismo, conversamos com o Carlos Bauer, figura constante entre os panos de exposição estendidos no centro da cidade.

O Brasil de julho/agosto

“O Brasil parecia cada vez mais desconexo da realidade cotidiana. Calado, paciente e ordinário passava os dias a meditar a melhor estratégia de promover seu pensamento na internet”. Mais uma história do jornalista Brasil, pelo viés do colunista Calvin Furtado

Ebola: Inoculando pânico

Não se trata de negar a existência biológica de tais doenças, mas entender a dimensão performática que assumem quando articuladas aos discursos políticos e midiáticos. Pelo viés de Alcir Martins.

Walter Benjamin: o anjo da história voa a contrapelo

A rejeição da história como uma trajetória linear nos leva a criticar todo o conjunto de crenças pelas quais nunca se contesta a posição dos vitoriosos mesmo que ela tenha causado a miséria e o fracasso do outro.

O último dia de Horácio

“Nesse dia, Horácio despertou embrulhado em papelão na calçada da Presidente Vargas”. Um conto do colaborador Bruno Flores.

Protesto nas urnas

Manifestações apresentam ilegalidades políticas acerca da Boate Kiss e incomodam candidatos para as eleições 2014.

Notas sobre cibercidadania

As potencialidades da cibercidadania no contexto de uma sociedade cada vez mais digitalizada. Pelo viés do colunista Luiz Henrique Coletto.

Nikelen Witter: “as pessoas odeiam o que não entra no padrão de gosto delas”

A historiadora Nikelen Witter explica as origens do que é considerado de bom e mau gosto, e como isso serve de distinção social entre as classes.

Cidade cultura: de costas para a rua?

Santa Maria vive um momento fecundo em produção cultural nas ruas e espaços públicos. Os artistas, entretanto, criticam a falta de locais qualificados e os entraves colocados pela prefeitura.

para mais conteúdo, veja nosso acervo

Parceiros