SANDRA, NIVIA E UMA JANELA PARA A PRAÇA

Duas contraparentes e uma vontade de fazer arte Quando se sobe uma escada caracol geralmente olhamos fixamente para os degraus em curva e apertados com cuidado. No caso da escada de duas voltas que liga um salão de beleza a um pequeno atelier em Santa Maria (RS), nossos olhos procuram entender os pequenos adereços que […]

A+ A-

Sandra e Nivia no atelier

Duas contraparentes e uma vontade de fazer arte

Quando se sobe uma escada caracol geralmente olhamos fixamente para os degraus em curva e apertados com cuidado. No caso da escada de duas voltas que liga um salão de beleza a um pequeno atelier em Santa Maria (RS), nossos olhos procuram entender os pequenos adereços que surgem acima de nossas cabeças no próximo andar. A janela com vista para a praça é o menor interesse em um lugar onde o interior chama tanto a atenção. Sandra e Nivia fizeram do espaço de aproximados cinco por cinco, uma caixa de tonalidades e idéias.

Logo se vê duas pessoas afáveis e espontâneas. Nivia gesticula mais rápido enquanto Sandra transpassa uma calmaria não menos alegre. Nas paredes e estantes ficam expostos diferentes tipos de invenções que uma artesã arquiteta. Caixas em várias colorações, espelhos, portas-treco, moldes de desenho pendurados, quadros, porongos a serem esculpidos, móveis primorosos em miniatura, portas trabalhadas e etc. À mão, ao lado da mesa principal, aproximados sessenta potes de tintas. Uma televisão ligada que parece não interessar quem tanto cria. Já transformaram adornos de porco em vaca e vaca em porco. Da Alemanha utilizam o Bauer “com seus pingos brancos no desenho” como explicam. Porém, o interessante dos trabalhos é notar a assinatura: Sandra e Nivia. Tudo é feito como se a dupla fosse uma cabeça só.

As duas se criaram juntas por um parentesco entre os pais, cresceram e passaram a adolescência juntas, “freqüentando o Minuano, fazendo essas coisas que todo jovem faz”, salienta Sandra (à esquerda na foto acima). Acontece que o tempo, as novas famílias e as decorrências do dia a dia de cada uma as separaram. Foi um dia, sem saberem, que ambas se matricularam em um mesmo curso. Resumindo, estava refeita a parceria.

Como no mundo a melhor propaganda ainda é o boca a boca, o salão de beleza adjacente, no andar de baixo, funciona como outdoor das duas. As mulheres entram para cortar o cabelo e saem, às vezes, de cabeça e compras feitas. Nivia brinca dizendo que o salão é uma parceria terceirizada.

No início encomendas, hoje aulas ministradas pela dupla. Alunos de todas as idades e interesses. É uma terapia, tanto que vários dos alunos chegam por recomendação médica. E, com certeza, os cursos não parecem ser metódicos: todo o dia um aparece com o bolo, há a hora do lanche onde todos metem a colher, dão conselho e conversam. A lei do atelier é não prender ninguém, liberar todo mundo a criar, as estandes recebem trabalhos de quem deseja. As duas indicam os alunos para outro atelier sempre que necessário, evitando a concorrência. Ninguém é propriedade de ninguém, salienta Sandra.

Todo mundo tem uma coisa para ensinar” diz Nivia. “E pra aprender, também”, completa a contraparente amiga.

SANDRA, NIVIA E UMA JANELA PARA A PRAÇA, pelo viés de Bibiano Girard

bibianogirard@revistaovies.com

Para ler mais reportagens acesse nosso Acervo.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone
  • nana colbert

    Gostei bastante da matéria!

    Promover os comerciantes/artesãos locais é uma ótima idéia, muito válida.

    Sucesso ao site!

  • Eduardo Prado

    Um jeito criativo e inspirado de contar uma história interessante.

    Quero mais dessas matérias!

    Sucesso ao site! [2]

  • Rosana Abreu

    Adorei a matéria e fiquei viajando na descrição das caixas, quadros, miniaturas…admiro muito quem tem esses dons artísticos, essa veia artesã! Sandra e Nivia não postam fotos do trabalho delas em nenhum veículo? Fiquei doida pra ver.

  • SANDRA E NIVIA

    pessoal muito obrigada pelo comentario
    estamos com fotos dos nossos trabalhos no orkut
    adicionem a gente

  • SANDRA E NIVIA

    nosso orkut é atelier maos criando

  • Taís

    Trio talentoso! As artesãs e o futuro jornalista!

    Adorei, Bibiano, a matéria. Está, além de todos os atributos, muito bem escrita. Parabéns e que continuem com o pique.

  • Paulo Roberto

    Bibiano!

    Parabéns. Fico feliz em constatar que o estilo jornalismo literário não ficou para atrás, na disciplina.
    Continues

    Abraço grande

  • Emilene

    Simplismente maravilhoso!
    Sucesso aos 3!

  • Dari

    Muito bom.
    O atelier está descrito de um método que parece que estamos nele.
    Parabéns as artesãs e ao futuro jornalista!!