RIMA DE RESISTÊNCIA

A história do Coletivo de Resistência Artística Periférica em depoimentos, rimas e músicas

A+ A-

Há quatro anos, ainda em 2009, um grupo de jovens se reunia para fortalecer e organizar o movimento Hip Hop em Santa Maria. Com a participação na Rádio Comunitária Perifa e com a realização de eventos em escolas e praças de bairros marginais, o Coletivo de Resistência Artística Periférica (CO-RAP) foi se tornando cada vez mais forte e conhecido pelas ruas da cidade.

A partir da grande repercussão que a Batalha dos Bombeiros ganhou por unir o centro e a periferia de Santa Maria através da disputa de rimas improvisadas, um grupo de quatro estudantes de Comunicação Social da Universidade Federal de Santa Maria enxergou no evento a possibilidade de contar uma história.

“CO-RAP a rima das ruas” é um mini-documentário produzido para uma das disciplinas do 7° semestre do curso de Jornalismo da UFSM. Nascendo da ideia de mostrar a história do Coletivo e suas principais atividades, o trabalho apresentou um horizonte maior, imbricado da própria cultura Hip Hop: a constante atuação do CO-RAP em diferentes debates político-sociais ocorridos na cidade, como a ocupação dos espaços públicos, a criminalização da juventude das periferias e o limitado acesso à cultura e ao lazer.

As conversas e gravações ocorreram de junho a agosto de 2013, e o produto final tem quase a obrigação de se expandir para além dos muros da universidade. Afinal, divulgar construção do CO-RAP é despertar uma inspiração para resistir e trabalhar na tentativa de transformação através da rima, da dança, da cultura e da política.

RIMA DE RESISTÊNCIA, pelo viés de Marina Martinuzzi e dos colaboradores Dairan Paul, Gabriela Gelain e Natascha Carvalho

marinamartinuzzi@revistaovies.com

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone