É JANAINA, A NOSSA RAINHA

Fotos da 36ª Festa de Iemanjá na Praia do Cassino “inauguram” a reforma na aba “o Reto”

A+ A-

JANAINA, NOSSA RAINHA: O redator Bibiano Girard acompanhou, durante a noite do dia 1º de fevereiro e a madrugada do dia 2 de fevereiro, a 36ª Festa de Iemanjá, na Praia do Cassino, litoral sul do estado do Rio Grande do Sul.

Milhares de pessoas vinham acampando, desde os dias anteriores à festa, em um grande espaço localizado às margens da praia, intitulado Acampamento Espírita. Lá, grupos de diversas localidades, como Frederico Westphalen (RS) e Florianópolis (SC) construíram em poucos dias uma pequena cidade de barracas, carros e furgões. Logo a prefeitura de Rio Grande fez a instalação da eletrecidade e lancherias, carros-lanche e mais pessoas foram chegando.

Antes da meia-noite a praia já estava lotada e o trânsito de automóveis pelo centro do balneário fora proibido. Vendedores ofereciam flores, fitas e barcos para os fiéis que chegaram despreparados para a festa.

O monumento em homenagem à Iemanjá começou a receber todo tipo de oferendas como doces, flores, fitas e bebidas. Os grupos atravessaram aproximados 1 km pela avenida principal indo ao encontro da Estátua, onde lá os tambores já os esperavam para a festa que durou a madrugada inteira.

Abaixo, algumas fotos ilustram um pouco do que foi o clima da grande festa que atraiu milhares de fiéis para agradecer à Iemanjá ou mesmo pedir por graças vindouras. Contudo, sem o som do tambor e o canto oníssono pela beira da praia, as fotos apenas retratam parte do clima da 36ª Festa de Iemanjá.

Monumento à Iemanjá.

Fiéis fazem suas oferendas aos pés da Rainha do Mar.

Durante toda a madrugada velas foram acesas.

Os fiés durante a noite fazendo suas oferendas.

Senhor acende vela em meio ao fogo.

O monumento se enche de presentes.

Flores, fitas, doces, perfumes, bebidas, velas.

As festividades permanecem durante a madrugada.

O acampamento espírita durante o final de tarde.

Os vendedores de barquinhos, flores, fitas e suvenires para a festa.

É JANAÍNA, A NOSSA RAINHA, pelo viés de Bibiano Girard

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone