SE O REITOR NÃO DESCE, A GENTE SOBE!

Veja fotos do primeiro dia de OCUPAÇÃO da Reitoria da Universidade Federal de Santa Maria.

A+ A-

Motivados pela campanha que toma conta do Brasil – 10 % do PIB para a Educação Já – e por outras dezenas de pautas que envolvem a vida acadêmica da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), como você pode ler na CARTA DE OCUPAÇÃO DA REITORIA DA UFSM, cerca de 200 estudantes ocuparam a Reitoria da Universidade. Após uma Assembleia realizada ao meio-dia do primeiro dia de setembro, decidiram ocupar o primeiro piso do prédio, localizado na Cidade Universitária, no Bairro Camobi, com o propósito geral de que fossem ouvidos pelas instâncias maiores da direção da Instituição. No documento ainda em formação, os estudantes deliberaram pautas urgentes, como a construção do prédio do curso de Terapia Ocupacional, a implementação de bolsa para todos os estudantes do internato da Medicina e a pavimentação e iluminação de qualidade em todos os campi, entre outras dezenas de reivindicações.

Como a Reitoria demorou a se pronunciar durante a tarde do dia 1º, os alunos, em movimentação apoiada por várias instituições, como o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFRGS, o DCE da UNIFRA, a Executiva Nacional dos Estudantes de Educação Física, o DCE da UFPel, o DCE da Universidade de Brasília, a Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil (FEAB), o DCE da UFPR, a Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social (ENECOS), Assufsm, entre outras,  decidiram permanecer no prédio até receberem da Reitoria, pelo menos, uma contraproposta para ser estudada pelo movimento. Assim, mais de 70 pessoas acabaram dormindo, entre camas improvisadas, faixas e cartazes, para esperar o pronunciamento do Reitor Felipe Müller, ocorrido hoje, às 15 horas. Contudo, depois da apresentação da contraproposta de Felipe, os estudantes entenderam que há falhas e o programa prometido não é concreto. Assim, segue a ocupação.

Aqui você pode acompanhar algumas fotos da manifestação que já dura mais de 24 horas. No próximo domingo, dia 4 de setembro, uma reportagem especial da revista o Viés abordará, de forma mais consistente e informativa, todo o processo de ocupação e tratará das pautas, o histórico da mobilização e o que foi atendido, ou não, pela Reitoria.

As fotos são de Liana Coll, Caren Rhoden e Bibiano Girard. 

Integrantes do Levante Popular da Juventude realizam ato para o início da Assembleia noturna.

 

SE O REITOR NÃO DESCE, A GENTE SOBE!, pelo viés de Bibiano Girard, Caren Rhoden e Liana Coll.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone
  • Rebeca Sasso

    Lembrando que tudo começou com os manifestos do curso de Terapia Ocupacional da UFSM, que clama por laboratórios, pelo prédio (até então parado na construção), por professores! A Reitoria continua OCUPADA, e ficará ocupada até que o Reitor manifeste prazos para construções e mudanças. Não queremos planos, nem queremos estudos de casos, queremos AÇÃO.

    Para mais, visite o Blog do DCEUFSM http://dceufsm.blogspot.com/