O AUTORRETRATO II

[RETO] A segunda edição de Autorretrato: imagens que os leitores fizeram durante o mês de fevereiro de 2013.

A+ A-

O que nos dizem as imagens? Só o coração de um fotógrafo ou a alma de um espectador? A fotografia transpira versos em sua imensidão calada. Nada mais requer da foto senão as cores, os ângulos, as dores, os amores, a transpiração? Suavizar a vida e tentá-la eternizá-la – até que exista esta dimensão – é fato para a fotografia. A imagem dos semelhantes entre lugares variados expõe o autor como parte de um todo, e as personagens como uma demonstração da vida: vazia, cinza, amarela, reluzente, íntima, ágil, dormente, calma… A fotografia conta uma longa história, que às vezes não se sabe seu início, e também jamais se saberá seu fim. Mas que pelo instante valeu mais do que o tempo do clique.

Abaixo, a segunda mostra de fotografias de leitores. A campanha, iniciada em 2013, compila fotografias de leitores publicadas na rede social facebook. Você manda, você conta um resumo, uma longa história sobre o momento ou cria apenas uma rápida legenda. Mas envia aquela imagem que não poderia receber como horizonte uma pasta fechada e sem vida. Assim, onze pessoas enviaram mais de dezesseis fotos que agora viram galeria online. Passando o mouse sobre a miniatura você lê a legenda. Clicando sobre as imagens, abrem em maior tamanho. Boas histórias.

“O Auto-Retrato”

No retrato que me faço – traço a traço – às vezes me pinto nuvem, às vezes me pinto árvore… às vezes me pinto coisas de que nem há mais lembrança… ou coisas que não existem mas que um dia existirão… e, desta lida, em que busco – pouco a pouco – minha eterna semelhança, no final, que restará? Um desenho de criança… Corrigido por um louco! (Mario Quintana)

.

  
  
  
  

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageEmail this to someone